Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

15° Prêmio de Jornalismo Cooperativista foi lançado no dia 12 e marca o início das inscrições

15° Prêmio de Jornalismo Cooperativista foi lançado no dia 12 e marca o início das inscrições

O 15° Prêmio de Jornalismo Cooperativista Capixaba (PJC) foi lançado na noite do dia 12/5 e revelou ao público as novidades, prêmios e prazos da nova edição. Em comemoração aos 50 anos da OCB/ES - Sindicato e Organização das Cooperativas Capixabas no Estado do Espírito Santo, a instituição que representa e defende o cooperativismo no Espírito Santo e que organiza o PJC, o tema desta edição é “Cooperativismo, memória e histórias”.

A transmissão do lançamento foi realizada ao vivo pelo Youtube (clique aqui para assistir) e marcou a publicação do site oficial do 15° PJC e o início das inscrições para os candidatos que pretendem submeter materiais ao prêmio.

O convidado especial da noite foi o jornalista e coordenador de reportagens especiais da sucursal de O Estado de S. Paulo em Brasília, Leonencio Nossa. O tema de sua palestra foi “Como formar uma equipe de jornalismo e criar uma cultura de produção de reportagens especiais”.

Leonencio mencionou as habilidades que devem ser buscadas pelos jornalistas para que eles definam suas posições no jogo de funções da rotina jornalística, destacando a importância da disciplina, método, foco e, sobretudo, cooperação para o alcance de resultados satisfatórios nas reportagens.

“Para formar um núcleo de produção de reportagens diferenciadas e que contam grandes histórias, é necessário ter uma equipe integrada, que pensa junto, assim como uma cooperativa. É importante incentivar e valorizar todas as habilidades que o jornalista tem, porque a reportagem especial exige um conhecimento amplo e habilidades diferentes para ser executada”, ressaltou o jornalista.

A importância do desapego aos documentos oficiais e a necessidade de os repórteres irem atrás de matérias que marcam época também foram tópicos abordados pelo convidado.

O presidente do Sistema OCB/ES, Dr. Pedro Scarpi Melhorim, destacou o papel dos profissionais da comunicação ao longo de toda a trajetória da premiação.

“Nesses 15 anos, vimos quantas boas histórias já foram contadas, e temos certeza de que muitas outras ainda vão surgir. Cabe a vocês, profissionais e estudantes de comunicação, registrá-las de uma forma cativante. E disso vocês entendem bem. O nosso prêmio está aqui para reconhecer o esforço e valorizar a importância desse trabalho. É por isso que estamos dando continuidade ao PJC”, disse.

Na sequência, o superintendente do Sistema OCB/ES, Carlos André Santos de Oliveira, frisou que a democracia favorece o desenvolvimento do cooperativismo e beneficia as comunidades, motivos pelos quais o prêmio é realizado até hoje.

“Acreditamos que um cooperativismo forte se constrói com uma democracia forte. Afinal, democracia e prosperidade têm um link direto com uma imprensa livre, que possa atuar sem restrições, de maneira soberana e em favor das comunidades e do desenvolvimento do nosso estado e País. Por acreditarmos nesses princípios, mais uma vez brindamos os profissionais e estudantes de comunicação do Espírito Santo com a 15° edição do PJC”, enfatizou.

Ao final do evento foram sorteados três kits contendo brindes e produtos do cooperativismo capixaba para os participantes inscritos no lançamento.

Em mais esta edição, o coordenador técnico do PJC é o professor doutor José Antônio Martinuzzo, que desde 2007 acompanha de perto todas as etapas da premiação.

 

SOBRE O PRÊMIO

O PJC foi criado em 2007 pelo Sistema OCB/ES como forma de reconhecer a importância do jornalismo para a divulgação do cooperativismo no Espírito Santo e incentivar os agentes da comunicação a utilizarem esse tema em suas pautas. Atualmente, a iniciativa já soma mais de 1,3 mil produções inscritas, além de quase 200 trabalhos premiados, valorizando tanto o jornalismo de qualidade quanto o cooperativismo em terras capixabas.

Ao promover o maior prêmio capixaba de jornalismo da atualidade, o Sistema OCB/ES visa incentivar e fomentar um novo olhar jornalístico para realidade do cooperativismo no estado, pautando os seus diversos propósitos transformadores, do econômico ao social, passando pelo cultural.

Mais que um modelo de negócios secular, o movimento cooperativista repercute muito além do campo econômico nas comunidades em que se desenvolve. Ele é o que se pode denominar como uma atividade produtiva com propósito.

Pertencimento, transformação, superação, inclusão social produtiva, sustentabilidade, criatividade, diversificação, inovação, fraternidade, solidariedade e compartilhamento. Esses e muitos outros são propósitos que transformam a realidade de quem vive e investe no cooperativismo.

Clique aqui para acessar o regulamento e ficar por dentro dos detalhes.